Ad Libitum / Questão Coimbrã

Um grupo de fado de Coimbra que existiu entre 1991 e 1995...
A group of the Coimbra style of fado, that played between 1991 and 1995...

Guitarras / Portuguese Guitars: Leonel Morgado & Fernando Fonseca

Violas / Spanish Guitars: Manuel João Vaz & Bruno Ladeiro

Voz: Jorge Machado

O grupo foi fundado em 1991, com o nome Ad Libitum ("à vontade", "livremente"). Representava a nossa posição perante a música: interpretá-la com liberdade expressiva, sem medo de a alterar ou modificar. Isto sem entrarmos em corrupção do espírito da mesma, exibicionismos ou outras alterações sem objectivo não-musical.

Em 1994, face ao registo do nome Ad Libitum por um grupo coral Coimbrão, renomeámo-nos Questão Coimbrã, referência à revolução no ambiente literário português do século 19. No artigo do "Jornal do Comércio" de Novembro de 1865, Antero de Quental apresentava as ideias centrais da questão. Citando o sítio Web "A Questão Coimbrã - Ricardo Rodrigues":

“Bom Senso e Bom Gosto. Num tom, de certo modo, panfletário, Antero especifica um conceito novo da missão do escritor, reivindicando a liberdade e a independência de espirito, contra as teocracias literárias, e contra uma literatura que abdica de ideias e de ideal, para viver de lugares comuns, de «ninharias» e «de sentimentos postiços de académico e retórico».”

Ad Libitum ("at ease", "at will"), founded in 1991, embodied our view on music – play it with freedom of expression, with no timidity about changing it, doing so in ways that uphold the music's spirit, exhibitionism and feeling or meaning.

A Coimbra chorus registered the Ad Libitum name in 1994, so we renamed our group Questão Coimbrã (Coimbra Issue), a reference to the 19th century revolution on the Portuguese literary scene. A Portuguese writer called Antero de Quental outlined the main concerns of the Questão Coimbrã in a newspaper article of November 1865 (see "A Questão Coimbrã - Ricardo Rodrigues", a Web page in Portuguese).

“Perfect Sense and Good Taste. In a somewhat pamphlet-like tone, Antero specifies a new concept for the writer's mission, claiming freedom and independence of the mind, against the literary theocracies, and against a literature that renounces ideas and ideal, the life in common places, of 'trifles' and 'of fake feelings of academy and rhetoric'.”

 

Em 1994, gravámos alguns temas num estúdio em Coimbra... Mas a cassete DAT foi desgravada e a cópia em Metal perdeu-se...

Os temas foram apresentados neste sítio, extraídos de uma cópia normal em cassete de cromo... Alguns deles nitidamente mastigados... Em Março de 2001, foi descoberta uma cassete de Metal com as gravações! É esta versão de qualidade que se apresenta actualmente.

Se transferiu a versão antiga das músicas, recomendamos que transfira agora a versão com qualidade... Vale a pena!.

In 1994, we recorded some songs in a garage in Coimbra but the original DAT tape was erased and a copy on Metal tape got lost...

Songs previously available here were encoded from a copy of the recording on normal chrome-tape – some songs were in such a bad shape that they sounded as if the tape had been "chewed"... In March 2001, the copy of the recordings on Metal tape turned up! It is this quality-sounding version that is now available below.

Músicas em formato MP3/Music in MP3 format:

Música / Track
Autor / Author
Letra / Lyrics
Canção da Primavera Francisco Filipe Martins
Instrumental
Fado dos Olhos Claros Edmundo de Betterncourt
Letra / Lyric
Fado Corrido de Coimbra Tradicional
Letra / Lyric
Variações Em Lá Menor João Bagão
Instrumental
Fado da Noite António Menano
Letra / Lyric
Fado d'Anto António Nobre/Francisco Menano
Letra / Lyric
Vento Não Batas à Porta Florêncio de Carvalho
Letra / Lyric

Esta página encontra-se no sítio Web de Leonel Morgado, visite a página inicial.
This page is part of Leonel Morgado's Web site; visit the home page.